Diagnosticada entre a 23° e 24° semana de gestação, o diabetes gestacional quando não tratada com acompanhamento médico, pode causar uma série de complicações para a saúde da mãe e do bebê.

A doença ocorre quando o corpo da mulher não produz ou a produção de insulina não é suficiente, acarretando problemas para a saúde do bebê após o parto.

dieta para diabetes gestacional

Exames realizados regularmente e mudanças na alimentação ajudam a controlar o problema. Acompanhe uma lista de alimentos que podem fazer parte da dieta para mães com diabetes gestacional:

Fibras: O consumo de fibras promove a saciedade e ajuda a estabilizar os níveis de glicose. Além de verduras e legumes, os cereais integrais, lentilha, ervilha, farelo de aveia e semente de linhaça podem fazer parte da alimentação diária.

Frutas: As frutas oferecem inúmeros nutrientes e benefícios para a mãe e principalmente para o bebê. Algumas possuem alto nível de açúcar. Por isso, o consumo deve ser equilibrado com frutas de baixo índice glicêmico como:
Pera, cereja, tangerina, figo,  abacate, pêssego, damasco e maçã.

Carboidratos: Os carboidratos complexos são digeridos pelo organismo de forma mais lenta, liberando energia, aumento gradativamente os níveis de glicose. Arroz, macarrão e pães integrais; grão-de-bico, abóbora, iogurte e linhaça podem ser incluídos na dieta.

Carne: Carnes magras com pouca gordura como peito de frango sem pele, peixes e carne de boi podem ser consumidas com moderação.

Troque alimentos: Substitua alimentos ricos em açúcar por opções mais leves e nutritivas. Use queijo branco, iogurte sem açúcar ou ricota no lugar de geléias.

O que não comer: Doces industrializados, refrigerantes, sucos industrializados, carnes gordurosas e queijos amarelos devem ser evitados pela grávida com diabetes gestacional.